Blog / News Fique por dentro das Novidades no Brasil e no Mundo

#BomDia - O Evangelho da Ostentação

0 Comentários
1987
22 Jul 2014
#BomDia - O Evangelho da Ostentação

Recentemente (2009 a 2010) surgiu no Brasil um novo estilo musical popular que a cada dia ganha mais expressão, chamado Funk Ostentação, onde seus intérpretes e representantes não somente “catam”ao ritmo de frenéticas batidas eletrônicas, mas trazem como característica deste novo estilo musical a ostentação de objetos de alto valor (mesmo que sejam imitações baratas) como relógios, pulseiras, correntes, roupas, etc. Não obstante toda ostentação, as músicas são desprovidas de qualquer valor cultural, e em contra partida, são recheadas de conteúdo impróprio, como sensualidade, apologia ao crime, luxuria, ostentação financeira, etc. Enfim, oferecem aquilo que as massas que lhes acompanham querem ouvir ao ponto de serem contagiadas a curtirem aquilo que estão a lhes oferecer.

No mundo evangélico as coisas não andam muito diferentes. Os púlpitos viraram lugar de ostentação e o povo, massa de manobra sob o poder persuasivo de “pregadores” que manipulam seus ouvintes sob o timbre rouco e distorcido de suas potentes e frenéticas cordas vocais.

Quanto menos conteúdo bíblico, mais ostentação: relógios grandes e reluzentes daqueles que dariam para ficar pendurados tranquilamente na parede de casa; ternos tão reluzentes que serviriam como sinalizadores de trânsito; anel nos dedos do “tamanho de um relógio” para ostentar uma suposta formação teológica, porém, tais “pregadores” nunca sentaram nos bancos acadêmicos para fazer jus ao que usam nos dedos, inclusive, frequentemente em sua própria defesa discursam contra a ética e a teologia objetivando tão somente esconder sua negligência e vergonha pertinente a falta de conteúdo bíblico (2 Timóteo 2.15).

Mas não para por aí; eles geralmente carregam nas mãos mega-bíblias que são quase do tamanho de uma mala de viagem (cabem tranquilamente ali dentro algumas toalhas de rosto [bordadas com o nome próprio] que substituem os lenços – risos) e seus perfis nas redes sociais sempre trazem prefixos antes de seu nome próprio, tais como: Conferencista Hipócrasis dos Humildis Quenãoé, Pregador Fulano de Tal, Preletor Ungidorildo Milagrento Inveridico, Missionário Ilusionésimo Caradepau Lustrado…, Grande Homem de Deus…, Ungido do Senhor…, etc.

Este modismo está tão infiltrado em determinados guetos evangélicos, que já temos maquetes humanas dos “ilusionistas da fé”, os chamados “Pregadores Mirins”, “Missionários Mirins”, “Conferencistas Mirins”, etc. que na melhor das hipóteses deveriam estar soltando pipa a exemplo dos adolescentes de sua idade, ou sentados nos bancos das Escolas Bíblicas aprendendo com seus professores e pastores, para então, na idade certa e no momento oportuno, exercerem o ministério para o qual foram vocacionados, sem que esta etapa tão importante da vida (infância e adolescência) lhes seja furtada.

A problemática é tão grave que não é raro você encontrar perfis do tipo nas redes sociais, contudo, estes personagens mirins, geralmente gestados pelos pais, não estão restritos somente a esfera virtual, mas presentes nas igrejas onde atendem os compromissos de suas “concorridas” agendas. Na mais clara mecanização de suas exibições se pode observar a cópia escrachada de seus “referenciais” ministeriais, os pregadores ídolos.

Pois bem, lá estão eles, os “pregadores mirins” com seus ternos reluzentes, relógios que mal conseguem sustentar em virtude do peso. Eles também usam em um dos dedos, os tão famosos anéis de “teologia”. Suas “prédicas”, a exemplo daquela proferida por seus referenciais adultos, são recheadas de jargões e frases decoradas e de efeito. Temo que essas crianças, em virtude de sua “adultização precoce” e pelos trejeitos que fazem com sua voz venham ter problemas vocais no futuro.

Interessante é que, apensar de todos os adjetivos que evocam para si, tanto os adultos como os “projetos de adultos”, se indagados não saberão responder questões básicas e fundamentais inerentes a trajetória da fé que professam, nem sobre a história do próprio cristianismo. Se perguntados, não saberão responder quem foi Lutero, Calvino, Zuínglio, etc., nem muito menos terão lido qualquer livro de “introdução a teologia” de capa a capa com suas míseras 200 páginas. Mas…, contudo…, entretanto…, porém…, todavia…, adultos, jovens e adolescentes que ostentam este tipo personalizado, julgam-se a si próprios e são adjetivados pelos que lhes seguem, como “super crentes”, “super espirituais”, etc., e os que, por vezes levantam-se em denúncia a esta incongruente prática são considerados pelo “público fiel” como um teólogo frio, incrédulo, desclassificado e até desviado.

Enfim, este não é o sentimento e a moral que permeia o Evangelho, o verdadeiro Evangelho. Estamos vivendo tempos de equívoco; colocamos pessoas no centro e Deus na periferia, ao menos, esse é o reflexo das mais esquisitas práticas cristãs e religiosas. Muitos cultos já perderam o significado e a essência, e o Evangelho para muitos virou oportunidade de negócio, marcado da fé e trampolim de oportunidades. Como já frisado anteriormente este não é o sentimento que permeia o Evangelho, logo, não condiz com o que ensinou o Pregador por Excelência – Jesus Cristo de Nazaré – o qual tinha todas as condições necessárias para ostentar quem de fato Ele foi, é, e continuará sendo pela Eternidade, contudo, “a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana , a si mesmo se humilhou , tornando-se obediente até à morte e morte de cruz” (Filipenses 2.7,8).

Precisamos urgentemente conscientizar as pessoas que o Evangelho de Jesus Cristo é totalmente distinto disto que estão a vivenciar. Enfim, precisamos deixar o “eVANGELHO  OSTENTAÇÃO”, e porque não dizer. o “eVANGELHO DOS HOLOFOTES” e voltarmos ao simples, porém profundo, “Evangelho da Cruz”!

Fraternalmente em Cristo,

Ângelo dos Santos Monteiro

Fonte: Gospel Prime

0.0
Última Modificação: -/-
Artigos Relacionados: O EVANGELHO DE JESUS CRISTO! ​O perigo da apostasia e das heresias nos últimos dias – O evangelho chocolate #BomDia - Qual tem sido seu pensamento? #BomDia - cristão vota em cristão? #BomDia - Feche os olhos e fale com o Pai #BomDia - A Preguiça #BomDia - O que você vai fazer na Igreja? #BomDia - Vinda a Mim #BomDia - Todo o furacão tem um Olho #BomDia - A Dura tarefa de Esperar…
estudo bomdia ostentação funk pulseiras evangelho

Ainda não há comentários...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


Warning: Unknown: write failed: Disk quota exceeded (122) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/tmp) in Unknown on line 0